Sentiu o cheiro da morte, mas era só o coração que havia sido partido.
500
reblog
via/source
"Nunca fui como todos
Nunca tive muitos amigos
Nunca fui favorita
Nunca fui o que meus pais queriam
Nunca tive alguém que amasse
Mas tive somente a mim
A minha absoluta verdade
Meu verdadeiro pensamento
O meu conforto nas horas de sofrimento
não vivo sozinha porque gosto
e sim porque aprendi a ser só…"

- Florbela Espanca 

15878
reblog
via/source
"Eu falo mais comigo mesma do que com os outros."

- O Diário de Anne Frank.

10968
reblog
via/source
#So queue não to  
"Nem faço muita questão que as pessoas me conheçam a fundo. Tem gente que não merece o nosso coração aberto. Certas pessoas não precisam conhecer nossa alma. Porque elas nem vão saber o que fazer com tanta informação. Tem gente ruim no mundo, já me convenci disso. Espero que você entenda isso também. E que não sofra tanto ao constatar que nem todo mundo quer o seu bem. Algumas pessoas sentem prazer em perturbar os outros. O que ganham em troca? Não sei. E nem quero descobrir."

- Clarissa Corrêa.   

4192
reblog
via/source
"Você se cansa de amores incompletos, de amores platônicos, de falta de amor, de excesso disso e daquilo. Se cansa do “apesar de”. Se cansa do rabo entre as pernas, da sensação de estar sendo prejudicado, se cansa do “a vida é assim mesmo”. Você se cansa de esperar, de rezar, de aguardar, de ter esperanças, cansa do frio na barriga, cansa da falta de sono.Você se cansa da hipocrisia, da falsidade, da ameaça constante, se cansa da estupidez, da apatia, da angústia, da insatisfação, da injustiça, do frenezi, da busca impossível e infinita de algo que não sabe o que é. Se cansa da sensação de não poder parar."

- PC Siqueira.   

561
reblog
via/source
"Alguém apagou a luz das estrelas. Mas nós, os sonhadores, queremos a noite virgem e o som dos bichos. Nós, os sonhadores, queremos apenas um piquenique despreocupado no domingo, ao invés dos passeios nos shoppings centers da cidade. Nós, os sonhadores, não precisamos de cocaína. Mas alguém apagou a luz das estrelas. E o romantismo morreu. E a ilusão também morreu. Alguns estão à procura dela. Da ilusão, é claro. Mas as princesas viraram funkeiras vulgares, e os mocinhos viraram marginais delinquentes. Há quem goste do que chamam de amor à luz da cidade, às sete da noite, num motel barato. Mas eu prefiro à luz das nossas antigas estrelas. Quando eu te conheci, comecei a sonhar. Queria tomar café contigo, mas dificilmente você aceitava o meu café. Era a princesa que eu encontrava nas páginas velhas de um romance medieval. Eu nunca estava bêbado ao elogiar seu sorriso. Mas eu o elogiava silenciosamente, porque era o meu segredo. Eu cogitava a hipótese de uma poesia bonita criada para nós. Mas Cecília não seria capaz de escrever sobre a minha tristeza. Álvares não seria capaz de escrever sobre a tua virgindade. E Pessoa não seria capaz de escrever sobre a tua multipolaridade. Secretamente, você foi o meu verso mais bonito. E para nós, os sonhadores, o mundo não ficará para sempre no escuro. Estamos todos errados. Estamos todos fodidos e fadados a imaginar um futuro bonito num presente asqueroso. De toda forma, eu só queria tomar café contigo. E encontrar o teu sorriso perdido em meio a algum verso razoável. Mas nós, os sonhadores, nunca encontramos um verso suficientemente necessário para os nossos desejos. Secretamente, você foi o meu verso mais bonito. E te guardar em segredo, foi sem dúvida, o meu maior poema. Depois que eu assisti a uma entrevista na televisão, descobri que o amor é coisa desnecessária. Duas décadas inteiras babando nas histórias Disney para depois descobrir que tudo era absolutamente desnecessário. O jeito foi acordar certo dia e pedir uma cerveja. Todas as luzes se apagaram, eu pensei. Os apaixonados estão errados. Nunca amarão de verdade. Vão descobrir. Eu tomava uma cerveja no centro velho da cidade. Era um dia frio e já passava das quatro da tarde. O telefone tocou a nossa música. Since I don´t have you. Eu deixei tocar, não atendi. Deixei que tocasse a música inteira. Acho que estava um pouco embriagado. Deixaria o mundo inteiro caótico se tocasse um pouco mais a nossa música. Nos últimos minutos da nossa existência, quando o mundo inteiro se tornar silencioso, a música triunfará por fim. E eu me lembrarei de um sorriso e da mulher que nunca consegui escrever poema algum. Mas ninguém também nunca conseguiu. Talvez porque não tivesse conhecido a mulher que conheci, ou porque não conseguissem escrever propriamente muito bem. As luzes estão apagadas. E eu sonhei que estava bêbado e ganhava um beijo seu. Eu descobri que aprendi a escrever no escuro. Já ouviu Secos e Molhados? Que fim levaram todas as flores. Algum dia pregarão o amor. Quando o silêncio caótico da humanidade se dissipar nos montes das favelas e dos grandes seios das mulheres, a música triunfará por fim. A primavera triunfará suas flores. E para nós, os sonhadores, o filme sempre acaba com um último beijo numa espécie de cena Shakespeareana. E para mim, já que o verso não veio, e já que a crônica pediu para nascer, talvez a frase final seja “alguém decidiu apagar todas as luzes. Mas nós, os sonhadores, sempre sonhamos em fazer amor no escuro."

- A nós, os sonhadores. Heitor Henrique. 

226
reblog
via/source
"Você nem quis ouvir, o que eu sentia."

- Onze:20.

5369
reblog
via/source
"Eu perdi um pouco dessa coisa de humildade. Aprendi uma coisa que a análise me ajudou - a aceitar a minha grandeza, a aceitar o fato de ser bom. Porque te dá um medo filho da puta: ser feliz, medo de amar, medo de ser bom. Tudo que faz bem pra gente, a gente tem medo. E eu tô tranquilo, porque ocupei meu lugar e ninguém tasca mais. Foi o que sempre quis, era meu sonho."

- Cazuza.

10494
reblog
via/source

8349
reblog
via/source
#favv  #queue  
"E com uma letra bem pequena, lá estava escrito no seu epitáfio: Tentou ser, não conseguiu; tentou ter, não possuiu; tentou continuar, não prosseguiu; e nessa vida de expectativas frustradas tentou até amar… Pois bem, não consegui, e aqui está."

- Dom Casmurro. 

108
reblog
via/source
#Queue  #n to  
"É engraçado como um ambiente diferente muda meu estado de espírito e meu controle emocional. Incrível como toda essa bobagem influi sobre mim. Mas o mais engraçado é que pessoas também são ambientes."

- Diego Gomes

2228
reblog
via/source
"Não posso ser uma dessas pessoas que ficam sentadas falando que pretendem fazer isso e aquilo. Eu vou fazer e pronto. Imaginar o futuro é uma espécie de nostalgia."

- Quem é você, Alasca?

7261
reblog
via/source
"Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor. Magoar alguém é terrível!"

- Chico Xavier.

44258
reblog
via/source
#favv  #this  
"A gente é estranho. Eu corro atrás, te valorizo, te dou o meu melhor. E você age com indiferença, uma indiferença que ao mesmo tempo, não sei decifrar se existe algo a mais. Eu me afasto e você fica na sua. E quando eu, finalmente, começo a deixar você para trás, você volta e me puxa, me agarra, me chama. A gente é estranho e você é complexo. Se decide, me deixa ir ou me faz ficar. Só não fica nesse meio termo. Desse jeito eu não aguento. Enlouqueço. Boatos dizem que já enlouqueci."

- Allax Garcia. 

36418
reblog
via/source
#favv  
"Sai dessa ilusão, ninguém vai te parar na rua e falar: “Oi, eu te amo”. Amor é construção, leva tempo, precisa de trabalho, precisa de abraço. Então para de ficar por aí esperando um acaso e faça você mesmo seu próprio destino."

- Caio Augusto Leite.  

25318
reblog
via/source
"O problema é que as pessoas dizem “eu te amo” mas esquecem daquele bilhetinho de “bom dia”, daquela mensagem de “boa noite, estou com saudade”, esquecem de perguntar se você está bem, assim sabe, só por perguntar mesmo. Esquecem do abraço sem pretexto, do presente fora de época, esquecem de dar atenção nos detalhes e isso, faz com que esse “eu te amo” perca o valor. Por que o amor não se alimenta de palavras, se alimenta de atitudes."

- Pedro Bial.